loading

Cuidados com seus tapetes

Com a chegada do frio, os tapetes passam de parte da decoração a peças-chave nos ambientes da casa. E quanto mais felpudos, mais convidativo fica o espaço. Mas mantê-los limpos, cheirosos e com as cores vivas não é assim tão simples: se a manutenção no dia a dia exige cuidados comuns, quando é necessário tirar manchas, umidade ou fazer uma lavagem completa, o ideal é recorrer a um especialista.
A limpeza dos tapetes deve ser feita de acordo com as recomendações de cada fabricante, “os tapetes podem e devem ser lavados, muitas vezes com água”.
A Mix Clean Brasília como empresa especializada em higienização de tapetes de todos os tipos, incluindo os orientais e persas – recomendamos a lavagem periódica: para os industrializados, a cada quatro meses; para os do tipo kilim, semestralmente e; para os orientais e persas, uma vez ao ano. Mesmo com a limpeza diária pequenas partículas de pó e grãos de areia ficam acumulados na base dos pelos e, com o tempo, agem como pequenas lâminas que cortam as fibras quando pisadas.
No dia a dia, o uso diário e cuidadoso do aspirador de pó é válido. Outra recomendação é alterar a posição da peça no ambiente. De acordo com o guia de cuidados, essa medida evita, por exemplo, que o peso dos móveis, o sol que entra pela janela e até a maior circulação de pessoas numa determinada área causem desgastes locais.
Entre as proibições na lista de todos os especialistas consultados estão a disposição de vasos próximos aos tapetes (isso traz umidade para a peça), o uso de vassouras, especialmente as de cerdas duras, escovas manuais e aspiradores com escovas motorizadas, além de vaporizadores, que podem fazer as cores migrarem, borrando a peça ao longo dos anos.
De acordo com cada matéria-prima, um tipo de higienização será indicado: fibras naturais e sedas (sisal, bananeira, seagrass, juta, chenille e seda sintética) devem ser lavados a seco. Lã, algodão e hemp podem ser molhados, tomando-se cuidado com as cores, especialmente na secagem.

Dicas:

  • Mude sempre a posição dos tapetes no chão para haver um equilíbrio no desgaste (no mínimo 1 vez a cada 6 meses);
  • Evite expor o tapete aos raios solares;
  • Nunca dobre o tapete artesanal – para remover do local ou guardar o tapete enrole-o no sentido do comprimento;
  • Tela de látex antiderrapante: é indicada sua colocação sob o tapete, pois proporciona melhor assentamento no chão e evita os escorregões e quedas, além de proteger contra a umidade.